O cardápio é o coração de qualquer restaurante. Sem itens no menu, o estabelecimento não passa de uma concha vazia. De fato, você não consegue começar a construir seu restaurante até que tenha conceitualizado o que seu cardápio vai conter. Você deve desenvolver um menu que vai apoiar o conceito de marca do seu restaurante e satisfazer as expectativas de seus consumidores – ainda mais quando se trata de cardápios semanais, ou seja, aqueles que todo dia apresentam um prato diferente para o cliente.

É quase impossível planejar um novo cardápio diariamente, sempre no próprio dia do serviço. Ao invés disso, o ideal é desenvolver o menu antecipadamente. Uma forma de fazer isso é criar um cardápio periódico, que é um conjunto de pratos definidos que são repetidos na mesma ordem por tempo determinado (geralmente duas, três ou quatro semanas seguidas). É importante saber que o cardápio é diferente todos os dias da semana. A principal vantagem desse tipo de menu é que ele oferece variedade e flexibilidade para substituições no cardápio.

A importância de um cardápio para o restaurante

O cardápio é o aspecto que define o restaurante. Ele é também a ferramenta de marketing mais influente de um estabelecimento. E não para por aí: o cardápio está conectado com todos os outros aspectos na operação de um serviço de alimentos, desde a cozinha até a gerência. O menu exerce influência nos seguintes pontos de um restaurante:

  • Compras e orçamento: quando você está começando o seu restaurante, seu cardápio será a primeira ferramenta que vai te ajudar a determinar quais alimentos você precisará comprar, as quantidades que você precisará armazenar e os prováveis custos das mercadorias vendidas.
  • Equipamentos e materiais: o cardápio, junto com o número de clientes que você serve, será o fator principal que te guiará na escolha dos melhores equipamentos e materiais de cozinha comercial para seu restaurante. Por exemplo, se você é especialista em carnes assadas e grelhadas, sua cozinha precisará de utensílios específicos, como uma grelha, churrasqueira e facas para carne. Caso você ofereça pratos para o café-da-manhã, você necessitará de uma grande chapa, um forno e potes de mel e guardanapos para as mesas.
  • Funcionários e treinamento: seu cardápio te ajudará a determinar quem contratar e como treinar sua equipe. Se você escolher os itens do seu menu antes mesmo de contratar o cozinheiro/chef, você tem que se certificar de empregar alguém que tenha experiência em cozinhar aqueles itens. Do contrário, se você escolher um chef primeiro, você deveria deixá-lo ajudar no desenvolvimento do cardápio. O menu também pode ter impacto sobre os garçons que você contrata: se você oferece vinho no seu cardápio, por exemplo, seria ideal que você contratasse pessoas com conhecimento de vinho ou que tenham passado por algum treinamento.
  • Marketing: você usará os itens do seu cardápio para ajudar a fortalecer o conceito do seu restaurante no mercado. Sem o menu, você não tem nada para promover. Assim que o cardápio estiver pronto, você poderá começar a trabalhar em estratégias de design para o restaurante e no desenvolvimento de campanhas de marketing.

Fonte: http://www.programaconsumer.com.br/blog/como-montar-um-cardapio-semanal-para-seu-restaurante/

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *