COMO UMA HAMBURGUERIA DE 27M VENDE 10 MIL HAMBÚRGUERES POR MÊS

Esse artigo é de leitura obrigatória para você que tem um negócio na área da alimentação ou pensa em abrir uma hamburgueria, vamos mostrar a nova sensação nesse segmento na cidade de São Paulo.

Estamos falando da hamburgueria Pão com carne! Essa lanchonete tem cerca de 400 visitas por dia, vende mais de 10 mil hambúrgueres por mês e acredite, tudo isso dentro de 27m².

Nós do Programa Consumer, que somos referência em sistemas de gestão para hamburguerias no Brasil, tentamos entender um pouco desse sucesso, e vamos destrinchar tudo sobre essa hamburgueria para você! Esperamos que goste do artigo e faça uma visita quando estiver por perto.

Como o Pedro (fundador e proprietário do Pão com Carne) conseguiu se destacar com um espaço de 27m² em uma região da cidade conhecida pelo grande número de hamburguerias?

Para o dono da hamburgueria não tem muito segredo, basta misturar simplicidade, qualidade e preço justo, com esses atributos você terá grandes chances de sucesso.

Mas, como ele conseguiu atingir tanto sucesso com um espaço tão pequeno?

Pedro era arquiteto antes de ser dono do estabelecimento, isso ajudou muito na hora de utilizar cada espaço dentro do ambiente.

Para termos uma noção, o proprietário usa a parte superior do balcão de atendimento para estocar pães, cada cantinho e detalhe é aproveitado, já que o espaço é bem apertadinho.

O espaço para os clientes dentro da lanchonete é muito pequeno, por esse motivo ela trabalha com fluxo contínuo, quem tem a preferência dentro do estabelecimento são as pessoas que tem o lanche na mão.

Dessa forma, a hamburgueria não é um lugar para os consumidores ficarem muito tempo e sim ter uma passagem rápida, afinal, o espaço tem capacidade de 10 pessoas em pé e mais 10 sentadas.

Nossa equipe já esteve em um hamburgueria na Califórnia, que também tinha esses mesmos atributos, espaço pequeno e muito movimento em uma boa localização na cidade de Sausalito, próximo a São Francisco.

No caso do Pedro aqui no Brasil, a cozinha tem cerca de 5m² para os chapeiros trabalharem e montarem os lanches. Durante algum tempo, os estoques da hamburgueria eram improvisados na casa da família do empresário.

Graças a esse crescimento na demanda, Pedro recentemente alugou uma cozinha de apoio que fica a poucos metros da hamburgueria, nessa cozinha fica alocado todo o estoque da hamburgueria. Nela também existem alguns funcionários que cuidam da parte de pré preparo como cortes de carnes e queijos, separação de ingredientes e ponto de entrega para fornecedores.

Tudo isso ajuda ele a acelerar a entrega dos lanches aos clientes, já que o mesmo tem um volume muito grande e movimento diário.

No caso da hamburgueria Pão com Carne, o fluxo diário é assustador para um espaço tão pequeno, 400 pessoas passam todos os dias na hamburgueria, isso rende cerca de 10 mil vendas de hambúrgueres por mês.

Para os clientes todo esse sucesso é atrelado ao custo benefício da lanchonete que oferece um ótimo produto com preços extremamente acessíveis.

O cardápio não tem nada de especial, na realidade é bem simples. Você monta o lanche conforme sua preferência, o hambúrguer tem um valor padrão, depois a pessoa vai adicionando o que preferir.

Olhando a fila que se forma no lugar, novamente lembramos de outra hamburgueria de sucesso que visitamos nos Estados Unidos, é a Shake Shake, inclusive escrevemos um artigo no canal, veja abaixo.

Para o empresário, você não precisa de ingredientes mirabolantes para fazer bons hambúrgueres, as pessoas procuram por lanches gostosos e dá para fazer isso com as coisas tradicionais.

Pedro diz que cansou de coisas complicadas, que para comer hambúrguer é necessário simplicidade, em todos os momentos ele destaca que seus clientes se sentem à vontade dentro da hamburgueria.

Quando perguntado se pretende expandir sua hamburgueria para um lugar maior, o empresário é sincero em seus planos “As pessoas gostam de um lugar com alma, e nós preferimos manter a alma pequena” diz Pedro.

Fonte:http://www.programaconsumer.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *