SAIBA COMO EVITAR DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS NO RESTAURANTE

O desperdício de alimentos no restaurante não é algo que preocupa somente os donos desses negócios. Essa é uma realidade que acaba impactando o mundo como um todo. Isso porque cerca de 11% de toda comida comprada em um restaurante que oferece serviço completo vai parar no lixo.

Além de não contribuir para um aproveitamento consciente do que se tem no prato, fica mais fácil de imaginar o prejuízo que esse ato causa no bolso do estabelecimento.

Se por um lado há uma grande produção aliada ao mal aproveitamento dos alimentos, por outro existe um grande número de pessoas que poderia fazer um bom uso dessa comida para suprir suas necessidades mais básicas.

Dito isso, é provável que você esteja pensando: é possível aliar o consumo sustentável de alimentos com a economia e aumento da lucratividade do meu estabelecimento? A resposta para essa pergunta é “sim”.

Confira neste post maneiras de como você pode evitar o desperdício de alimentos no seu restaurante e reduzir seus custos. Boa leitura!

POR QUE REDUZIR O DESPERDÍCIO?

Todos os dias, milhões de pessoas deixam de ingerir a quantidade de nutrientes recomendada para ter uma vida saudável pelo fato de não possuírem condições de fazer uma refeição. Isso por si só já é o suficiente para que haja uma reflexão sobre o grande desperdício de comida que envolve desde o setor de produção e transporte de alimentos até o de bares e restaurantes.

Pode-se ainda atrelar a isso o fato de que os gastos com a preparação dos alimentos é a segunda maior fonte de despesa da indústria de restaurantes, perdendo apenas para os custos com funcionários.

Essas condições formam uma equação que alerta qualquer dono de negócio. É preciso fazer algo não somente para contribuir com a sociedade, mas também para cuidar do financeiro do estabelecimento.

QUAIS AS DICAS PARA EVITAR O DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS NO RESTAURANTE?

1. FAÇA COMPRAS COM SABEDORIA

A primeira de todas as dicas é perceber se o uso dos ingredientes que você compra está sendo adequado. Quando alguns elementos são desperdiçados porque não há tempo para utilizá-los antes de sua validade expirar, é preciso adquiri-los em quantidades menores.

Uma gestão de compras bem feita é o primeiro passo para o consumo apropriado de todos os produtos.

2. FIQUE DE OLHO NOS PRAZOS DE VALIDADE E ARMAZENE CORRETAMENTE

É muito importante atentar ao prazo de validade na hora da compra dos produtos. E é mais importante ainda ter um controle de estoque para organizar esses produtos nas geladeiras e despensas. Dessa forma, os alimentos que têm expiração de validade mais próxima serão utilizados antes dos demais.

Uma maneira bastante eficiente para fazer a armazenagem correta é seguir a regra “da direita para a esquerda”. Assim, os novos alimentos serão sempre colocados no lado direito das prateleiras, enquanto os produtos já existentes são movidos para a esquerda, a fim de serem consumidos com prioridade.

Quando a preparação da refeição for iniciada, devem ser utilizados os alimentos da ordem reversa, ou seja, “da esquerda para a direita”. Dessa maneira, a comida será sempre fresca e você evitará o desperdício.

3. REAPROVEITE CERTOS ALIMENTOS

Os alimentos que sobram durante a preparação podem (e devem) ser reaproveitados para o próximo cardápio, principalmente quando se trata de restaurantes que produzem em larga escala.

Os ingredientes que não chegaram ao cliente e que ficaram dentro das panelas da cozinha podem ser utilizados em receitas para a refeição seguinte em outros tipos de prato. Utilizar o arroz da preparação anterior para fazer bolinhos de arroz é um exemplo clássico. Além de economizar e evitar o desperdício, os clientes certamente ficarão satisfeitos.

4. FIQUE DE OLHO NO RESTO INGESTA

É preciso avaliar todas as variáveis que envolvem o desperdício de alimentos. E uma das partes mais cruciais a ser incluída nessa avaliação é a quantidade de comida deixada nos pratos dos clientes. A avaliação do resto ingesta ajuda o gestor a repensar no sucesso de certas receitas e, principalmente, a considerar o porcionamento e a reelaboração do cardápio.

Se for notada uma quantidade considerável de sobras em um número razoável de pratos, talvez seja melhor reduzir as porções. Já se as sobras são específicas de um determinado ingrediente, a opção mais indicada é retirá-lo no menu.

As mudanças devem sempre ser feitas observando o perfil da clientela e visando a lucratividade do seu restaurante. Quando você considerar que o resultado será benéfico para ambas as partes, não tenha medo de investir na alteração.

5. UTILIZE EQUIPAMENTOS MODERNOS

Uma cozinha profissional deve contar com equipamentos que façam jus ao seu patamar. Logo, é preciso ter uma aparelhagem e utensílios específicos para o manuseio de ingredientes e preparo de refeições em grandes quantidades.

Um bom exemplo são as facas específicas para descascar frutas e vegetais e facas de filetagem de carnes e peixes. Essas aparentes pequenas ações ajudam a manipular os alimentos com maior precisão e a diminuir a quantidade de comida desperdiçada.

As fritadeiras elétricas, por sua vez, têm um valor de compra mais elevado do que as tradicionais, mas são de enorme ajuda no desperdício de óleo. Os petiscos ou outros alimentos do cardápio podem ser fritos dessa maneira, reduzindo o índice de desperdício em até 60%.

Outro exemplo são os refrigeradores. Esses aparelhos devem ser de alta qualidade para que armazenem os produtos sempre frescos e na temperatura correta, sem permitir que o estoque estrague.

6. BONIFIQUE OS FUNCIONÁRIOS

É essencial saber que o processo de busca pela redução dos índices de desperdício é algo que se faz em equipe. Por isso, todos os integrantes precisam estar engajados pela causa. E, aqueles colaboradores que se destacam para alcançar essa meta merecem ser reconhecidos.

Tente bonificar esses funcionários (não precisa necessariamente ser em dinheiro) para continuar a incentivá-los e para que os demais profissionais também se sintam mais motivados em colaborar com a iniciativa.

As dicas que você viu aqui são bastante práticas e simples de implementar para evitar o desperdício de alimentos no restaurante. Afinal, a redução dos índices de sobra e mau uso dos ingredientes é uma das maneiras mais eficientes de baixar os custos do empreendimento.

A chave para o sucesso em qualquer ramo não é somente pensar no lado financeiro, mas também avaliar em como o negócio pode impactar o mundo de forma positiva. Ao seguir essas dicas, seu restaurante tem tudo para trilhar o caminho dos ótimos resultados.

Fonte: https://blog.castellmaq.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *